Fernanda Prestes Eventos
11 5084 4246 - 5081 7028 janice@fernandapresteseventos.com.br
XV CONGRESSO BRASILEIRO DE TRANSPLANTES 2017

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE TRANSPLANTES 2017

LOCAL: Bourbon Cataratas - Foz do Iguaçu/PR - FOZ DO IGUAÇU /PR | 18 a 21 de Outubro de 2017

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ENXERTO AUTÓLOGO DE VEIA SAFENA MAGNA EM TRANSPLANTE RENAL – RELATO DE CASO

Introdução

Objetivo: Apresentar caso de enxerto autólogo de veia safena em coto de artéria renal de doador falecido.

Material e Método

Relato de caso baseado em revisão de prontuário médico.

Resultados

Paciente do sexo masculino, 42 anos, afrodescendente, portador de doença renal crônica (DRC) de etiologia não definida (rins atróficos a apresentação) em tratamento por hemodiálise há cerca de cinco anos, encaminhado a transplante renal doador falecido. Durante o preparo do enxerto, foi detectada artéria renal com comprimento de cerca de 1 cm, com inviabilidade técnica para o implante direto. Optou-se por enxerto autólogo venoso com objetivo de ampliar o comprimento da artéria do enxerto renal e viabilizar a anastomose ao sistema arterial do receptor. Foi dissecada veia safena magna proximal esquerda, ressecado segmento de cerca de 5 centímetros, o qual foi subsequentemente interposto em anastomose término-terminal entre o coto de artéria renal do enxerto e a artéria ilíaca externa direita do receptor. A cirurgia transcorreu sem complicações, com tempo de isquemia quente de 1 hora e 10 minutos. Não houve diurese imediata, e o paciente apresentou hiperpotassemia no primeiro dia pós-operatório, necessitando de tratamento por hemodiálise. No segundo dia, o paciente foi submetido a ecografia com Doppler vascular do enxerto, o qual evidenciou satisfatória perfusão do órgão transplantado, com bom fluxo através do enxerto de veia safena e índice de resistividade de 0,6. No sexto dia paciente passou a apresentar diurese, que no sétimo dia já atingia 2000 mililitros nas 24 horas.

Discussão e Conclusões

O enxerto autólogo de veia safena magna representa uma alternativa válida para reconstrução de coto arterial em enxerto renal.

Palavras Chave

Doença renal crônica
Transplante renal
Enxerto safena magna

Área

Rim

Instituições

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO SÃO FRANCISCO DE PAULA - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

Larissa Ribas Ribeiro, Diego Farias Larangeira, Francis Margel Vogel, Matheus Neumann Pinto, Nathalia Salvagni Castro, Rômulo Gomes Gonçalves, Lívia Katz Santo, Ivanise de Almeida Duarte, Maristela Bohlke