Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

VACINA DA VARICELA ENTRE OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE MATRICULADOS EM PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM HOSPITAIS DE ENSINO.

Introdução

A importância da vacinação dos profissionais de saúde, está na proteção individual do profissional, especialmente para proteção dos pacientes, já que os profissionais podem ser fonte de infecção. Objetivo: Avaliar a vacinação da varicela entre médicos residentes e multiprofissionais da saúde matriculados nos programas de residência dos hospitais em Belém.

Material e Método

Estudo descritivo e transversal, realizado com médicos e multiprofissionais matriculados nos programas de residência dos hospitais de ensino da região metropolitana de Belém, em 2017. Após anuência do projeto pelas CORES dos oito hospitais com programa de residência, todos os residentes foram convidados a participar do estudo. Após a assinatura do TCLE, os residentes foram orientados a trazer o cartão de vacina. Foi realizado um questionário sobre a recomendação da vacinação ao ingressar nos programas de residência. Este estudo foi aprovado pelo CEP/ICS/UFPA.

Resultados

Foram entrevistados 354 profissionais, sendo 215 médicos e 139 multiprofissionais, 66% eram mulheres, com faixa etária entre 25-29 anos. Dos 354 residentes, 309 estavam vacinados para varicela, sendo 203(94,41%) médicos, e 106(76,25%) dos 139 multiprofissionais . As especialidades: dermatologia, geriatria, hematologia e psiquiatria apresentaram 100% de residentes vacinados para varicela. Cirurgia Geral e clínica médica, foram as especialidades com menor taxa de vacinação. Os multiprofissionais de psicologia encontravam-se atualizados para vacina de varicela em 100%. Quarenta e cinco residentes não foram vacinados, pelas razões: desconheciam a vacinação (24), esquecimento(11), falta de tempo(5) e cinco por falta da vacina. Sobre a necessidade da atualização vacinal para ingressar na residência, 190 residentes referiram que esta vacina não foi solicitada.

Discussão e Conclusões

Em estudo realizado com enfermeiros, adesão à vacinação para varicela foi 86,1%, semelhante ao resultado do presente relato. Já com estudantes de medicina, o percentual de vacinação foi somente de 15,2%, enquanto no presente estudo foi mais de 90%. A atualização da vacinação dos profissionais médicos residentes foi maior do que a dos multiprofissionais. Este estudo mostrou elevadas taxas de adesão dos profissionais de saúde à vacinação para varicela. Os hospitais precisam corroborar a solicitação da vacinação antes do ingresso do profissional nos programas de residência. Vinte e quatro(6,7%) profissionais desconheciam a vacinação para varicela, a vacinação do profissional de saúde ainda é um desafio.

Palavras Chave

varicela; profissionais de saúde; vacinação

Área

Imunizações

Instituições

Faculdade de Medicina Da UFPA/Instituto Evandro Chagas/Centro Universitário do Pará/Medicina - Para - Brasil

Autores

IAGO BARBOSA GUEDES, BARBARA Gonçalves Rodrigues, BRENO Yanaguibashi Gonçalves, CLARA Luiza da Silva e Silva, JOSÉ Marcelo Pereira Gomes , RENATA Bezerra FERRAZ, TÂNIA DO SOCORRO SOUZA CHAVES