Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PARACOCCIDIODIOMICOSE RENAL EM PACIENTE IMUNOCOMPETENTE: UM DIAGNOSTICO POR TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA

Introdução

A paracoccidioidomicose é uma doença endêmica na América Latina, onde é a micose sistêmica mais frequente. Em sua forma aguda/subaguda disseminada (juvenil), pode acometer qualquer órgão, causando lesões sintomáticas ou não. Quando assintomáticas, as lesões constituem apenas achados de necropsia.

Material e Método

Relato de caso com dados oriundos do prontuário eletrônico.

Resultados

M. A. O., 20 anos, masculino, sem comorbidades prévias, admitido em 10/01/2019 no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, há dois meses com tosse seca, perda ponderal (15 kg), febre vespertina, calafrios, náusea, vômitos e colúria. Ao exame clínico, icterícia e linfadenomegalia volumosa e generalizada. Exames laboratoriais apresentavam anemia, aumento de enzimas canaliculares, hiperbilirrubinemia às custas de bilirrubina direta e leucocitose com eosinofilia, além de injúria renal aguda (IRA) estágio 2 da classificação de KDIGO, hipercalcemia corrigida 12,8 (8,5-10,5) e PTH supresso 4,67 (14,5-87,1) .
Realizada investigação diagnóstica apresentando contraimunoeletroforese para fungos com títulos de 1/4096 para P. brasiliensis e estruturas fúngicas (esporos) em biópsia de linfonodo cervical, compatível com diagnóstico clínico e morfológico de paracoccidioidomicose forma juvenil. Tomografias computadorizadas demonstraram grande comprometimento visceral abdominal bilateral, com lesões hipodensas bilaterais renais e esplênicas, com nefrograma parênquima renal heterogêneo, bem como esplenomegalia e linfonodomegalia abdominal, pélvica, inguinal, mediastinal, axilar e cervical, que na ausência de diagnósticos diferenciais, pode corresponder a paracoccidioidiomicose disseminada com acometimento renal.
Optou-se por tratamento com Sulfametoxazol-Trimetroprima (SMX-TMP) em dose ajustada à função renal em 18/01/19, além de prednisona 40mg/dia, visando redução de resposta inflamatória perante linfadenomegalia importante e disfunção renal.
Evoluiu com recuperação da função renal e melhora de quadro colestático. Recebeu alta hospitalar assintomático, com seguimento ambulatorial e manutenção de tratamento com SMX-TMP.

Discussão e Conclusões

Em geral, acometimento do trato genito-urinário ocorre em pacientes com lesões em outros órgãos e é quase exclusivo do sexo masculino, sendo mais frequente em epidídimo e próstata. Porém, como no caso acima descrito, lesões em rins já foram relatadas. Série de autópsias de casos da doença disseminada observaram envolvimento renal em mais de 50% dos casos.

Palavras Chave

Paracoccidioidomicose; lesão renal aguda; hipercalcemia; doença granulomatosa

Área

Lesão Renal Aguda

Instituições

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DE RIBEIRÃO PRETO - USP - Sao Paulo - Brasil

Autores

BARBHARA THAÍS MACIEL PONTES, GABRIELLA LUCIO CALAZANS DUARTE, CARLOS AUGUSTO PEREIRA DE ALMEIDA, SIMERY DE OLIVEIRA DOMINGUES LADEIRA, NAYLA Karine de Castro Coimbra Orpinelli Ishiyama, IZADORA CÔRTES CARDOSO, Valdair Francisco Muglia, GILBERTO GAMBERO GASPAR, MARCIO DANTAS