Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

RELATO DE CASO: HIPOCALEMIA PAROXISTICA

Introdução

A hipocalemia é um dos distúrbios hidroeletrolíticos mais comuns, sendo definido como diminuição dos níveis séricos de potássio para menos de 3,5mEq/L. As alterações do potássio sérico variam de acordo com a ingestão, armazenamento nas células e na excreção urinaria e para identificar a causa da hipocalemia é necessário anamnese detalhada e exames complementares.

Material e Método

Realizado revisão de prontuário, exames laboratoriais e de imagem. Concomitante foi realizada uma revisão de literatura.

Resultados

GSA, 18 anos, masculino. Relata que no dia 01/01/2019 apresentou paraparesia em MMSS e MMII que evoluiu para paraplegia de MMIIS. Procurou assistência medica, que evidenciou níveis séricos de potássio de 2,4 mEq/L realizada a reposição com melhora dos sintomas. Apresentou outros episódios semelhantes, sendo optado por investigação ambulatorial. Paciente relata que episódios são associados a alimentação copiosa, rica em carboidratos.
Ao exame: PA: 150/90mmHg, FC:98bpm; Obeso. SCV: Bulhas rítmicas, normofonéticas, em 2 tempo. SR: Sons respiratórios normais. SN: força grau 5 globalmente, reflexos presentes.
Exames realizados: Bicarbonato urinário 70mEq/L; Eletroforese de proteínas: sem alterações; Hemograma sem alterações; Gli: 97; vitaminaD17,79; Ur: 22,3; Cr: 0,86; Na: 145; K: 3,81; Mg: 2,10; P: 3,88; T3T: 115,9; TSH: 7,86; Potássio Urina 24horas: 21,24 mEq/24hs; Aldosterona na urina de 24h: 0,83; Atividade plasmática de renina: 0,7
Eletroneuromiografia: Sinais de decremento patológico da amplitude do potencial de ação muscular e padrão gráfico compatível como Paralisia Periódica Hipocalemia.
TC de abdome dentro dos parâmetros normais, sem alterações no tamanho das adrenais.

Discussão e Conclusões

Após a realização de exames complementares podemos descartar as principais causas de hipocalemia. Além disso, na história do paciente, percebe-se que as manifestações clinicas do paciente são precedidas por ingestão copiosa de carboidratos o que nos leva a pensar no diagnóstico de Hipocalemia Paroxística.
A Hipocalemia é um dos principais distúrbios hidroeletrolíticos e possui grande importância na clínica, um dos seus grandes desafios é a definição da sua etiologia. A Hipocalemia Paroxístico Familiar um raro mais importante diagnóstico diferencial quando da investigação da hipocalemia, principalmente após exclusão das causas mais comuns e quando relacionado a situações que aumentem a atividade simpática e a liberação insulina como encontrado após ingestão de grande quantidade de carboidrato relatado no caso.

Palavras Chave

Hipocalemia; Distubios hidroeletroliticos; Hipocalemia Paroxística

Área

Nefrologia Clínica

Instituições

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLANDIA - Minas Gerais - Brasil

Autores

MARCUS VINICIUS PÁDUA NETTO, IZZA BARBARA RIBEIRO CARDOSO, PEDRO HENRIQUE PAIVA CARDOSO NUNES, BARBARA LIMA MEDEIROS, MARILIA RIBEIRO MACHADO, José Ricardo Bento Silva, Diogo Fernandes Santos