Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Aumento precoce dos biomarcadores urinários de lesão renal estão associados ao desenvolvimento de injúria renal aguda em grandes cirurgias abdominais eletivas não vasculares.

Introdução

Há poucos dados sobre a incidência de injúria renal aguda (IRA) diagnosticada pelos critérios do KDIGO e o papel dos biomarcadores urinários (uBMs) de lesão renal na predição de IRA em pacientes (pts) submetidos a grandes cirurgias abdominais eletivas não-vasculares.

Material e Método

Um total de 225 pacientes foram avaliados, no pré-peratório e na admissão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até 7 dias. A creatinina sérica (CrS) foi avaliada antes da cirurgia e uma vez por dia até o dia 7, ou até a alta da UTI. O volume urinário de hora em hora (mL / kg / h) foi medido diariamente. A IRA foi diagnosticada usando CrS e / ou o volume urinário (VU) de acordo com as definições de KDIGO. A amostra de urina foi coletada um dia antes da cirurgia (base), 30 minutos, 12 e 24h após a admissão na UTI. Cinco uBMs foram avaliados: proteína quimiotática de monócitos 1 (MCP-1), interleucina 18 (IL-18), molécula de lesão renal-1 (KIM-1), microalbuminúria (µalb) e lipocalina associada à gelatinase de neutrófilos (NGAL) pelo método Luminex xMAP. Os dados são apresentados como mediana (primeiro e terceiro quartis) ou frequência. Significância estatística foi p <0,05.

Resultados

A idade foi de 55 ± 15 anos, 58,2% eram do sexo feminino, o tempo de permanência hospitalar foi de 17,7 ± 16,9 dias, o tempo de permanência na UTI foi de 3,2 ± 3,2 dias e a mortalidade total foi de 6,7%. Um total de 126 (56%) pacientes desenvolveu IRA - maioria KDIGO I (77,8%). Aqueles que desenvolveram IRA KDIGO II e III tiveram valores de uBMs significativamente mais altos em comparação aos pacientes IRA KDIGO I ou não-IRA em todos os tempos estudados, mas a CrS não aumentou no mesmo período. O VU teve o melhor desempenho: 77,6% pts (KDIGO I) e 89,3% (KDIGO II e III) em 6h; A NGAL apresentou bom desempenho 24h após a admissão na UTI.

Discussão e Conclusões

Encontramos uma elevada incidência de IRA associada às cirurgias abdominais eletivas não-vasculares, diagnosticada pelos critérios KDIGO em pacientes admitidos na UTI. Aqueles que desenvolveram IRA mais severa mostraram uBMs significativamente maiores em todos os tempos estudados, incluindo o período pré-operatório. O uBM aumentou precocemente e antes da CrS.

Palavras Chave

Injúria Renal Aguda, Biomarcadores urinários, Grandes cirurgias abdominais.

Área

Lesão Renal Aguda

Instituições

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - Sao Paulo - Brasil

Autores

GRAZIELA RAMOS BARBOSA DE SOUZA, LIA JUNQUEIRA MARÇAL, Glaucia RIU, Luis Yu, Leila Antonangelo, Dirce Maria Trevisan Zanetta , Emmanuel de Almeida Burdmann