Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

EFEITOS DO TREINAMENTO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE (HIIT) NA NEFROPATIA DIABETICA EXPERIMENTAL

Introdução

Os benefícios do exercício físico para pacientes com Diabetes Mellitus (DM) já são bem conhecidos, entretanto, a “falta de tempo” ainda é uma queixa comum por parte destes. O HIIT exige pouco comprometimento de tempo e tem demonstrado inúmeros benefícios, entretanto, não existem estudos avaliando sua influência sobre a ND, caracterizada pela hiperfiltração glomerular, proteinuria e redução progressiva do TFG. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos de 8 semanas de HIIT sobre a capacidade física, proteinuria, TFG de ratos diabéticos e comparar os resultados com o treinamento contínuo moderado.

Material e Método

Seis grupos de ratos Wistar foram acompanhados: Grupo controle e Grupo DM Sedentário (CTLsed e DMsed), Grupo controle e Grupo DM Treinamento Contínuo (CTLcont e DMcont) e Grupo controle e Grupo DM Treinamento HIIT (CTL HIIT e DM HIIT). Estreptozotocina foi usada na dose (50mg/kg e.v.) O treino HIIT foi realizado 3x por sem, durante 20min, intercalando períodos de alta e baixa intensidade na esteira durante 8 sem. O treino contínuo moderado foi realizado 5x por semana durante 60min. Os animais foram colocados em Gaiola Metabólica para coleta de materiais, antes e depois do protocolo. Ao final, foram eutanaziados para coleta de sangue, rins e músculos.

Resultados

Os treinamentos resultaram em melhora da capacidade física mensurada pelo VO2pico (DMHIIT: 43.2±12 vs. DMsed: 32.7±6.5, mm/Kg/min,p<0.05), da Proteinuria (DMHIIT: 14.8±3.8 vs. DMsed: 27.0±8.0, mg/dL/24h, p<0.05) e TFG (DMHIIT: 1.0±0.3 vs. DMsed: 0.4±0.2, mL/min, p<0.05). Apenas o HIIT foi capaz amenizar a sarcopenia. Experimentos realizados através de imunohistoquímica sugerem que o HIIT previne parcialmente a perda e/ou disfunção de podócitos mensuradas através da expressão de Nefrina nos animais diabéticos (DMHIIT: 33.6±4.8 vs. DMsed: 28.7±4.2, % da área glomerular, p<0.05).

Discussão e Conclusões

Nossos resultados demonstram que o HIIT, pode atenuar a progressão da ND, em ratos. Sugerimos que o exercício físico previne parcialmente a diminuição de podócitos, reduzindo a proteinúria. Antecipamos, que nossos achados podem facilitar o melhor entendimento da podocitopatia do DM.

Palavras Chave

Nefropatia Diabética, Exercício Físico, HIIT

Área

Doenças do Glomérulo

Instituições

Universidade Federal de São Paulo - Sao Paulo - Brasil

Autores

Waldemar Silva Almeida, Natalia Reinecke, Rafael SIlva Luiz, Luciana Jorge, Alexandre Saud, Rodolfo Rampaso, Wesley Henrique