Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

EFEITO DA CELULA-TRONCO DERIVADA DO TECIDO ADIPOSO (ASC) NA PRODUÇAO DE TNF-Α E HIF-1Α EM RATOS SHR ADMINISTRADOS COM DIETA HIPERLIPIDICA

Introdução

Atualmente, a obesidade visceral é considerada o principal fator da Síndrome Metabólica, estando atrelada ao maior risco de desenvolvimento de doença cardiovascular. A expansão excessiva do tecido adiposo visceral, resultando em adipócitos hipertrofiados está implicado no aumento da produção de proteínas inflamatórias. Ainda, o tecido adiposo é considerado uma importante fonte de células-tronco. Recentes estudos têm demonstrado que células-tronco derivadas do tecido adiposo (ASC) possuem a capacidade de se diferenciarem em múltiplas linhagens celulares, reduzindo a produção de proteínas inflamatórias. Desta maneira, este projeto tem como objetivo avaliar se o tratamento com ASC tem efeito sobre a resposta inflamatória vinculada em ratos geneticamente hipertensos (SHR) induzidos à Síndrome Metabólica.

Material e Método

Ratos SHR foram expostos à dieta hiperlipídica. Após 3 meses de dieta, os animais foram tratados com ASC durante 1 e 2 semanas, respectivamente. A pressão arterial caudal (PAC) foi aferida 2 vezes por semana, assim como o peso corpóreo dos animais. Foram realizados os testes de tolerância a insulina e de glicose. As amostras de urina foram coletadas em gaiolas metabólicas para análise dos parâmetros renais. Ainda, foi realizada a coleta de sangue para análise do perfil lipídico e concentração de TNFα e HIF-1α, através da técnica de Elisa. A expressão das proteínas no tecido renal foi avaliada através de PCR em tempo real. Adicionalmente, a caracterização da ASC extraídas do tecido subcutâneo de ratos SHR controles foi realizada através de citometria de fluxo.

Resultados

Nossos resultados demonstram que a ASC expressa os biomarcadores de superfície celular: CD34, CD35, CD90 e CD105, confirmando a caracterização das células-tronco. Houve um incremento da área sob a curva de insulina e de glicose nos ratos expostos a dieta hiperlipídica e uma redução das curvas nos grupos tratados com ASC. Observamos ainda, que o tratamento com ASC melhorou o perfil lipídico assim como a produção de TNF-α e HIF-1α quando comparado ao grupo administrado com dieta hiperlipídica.

Discussão e Conclusões

O tratamento com ASC reverteu o cenário inflamatório causado pela dieta hiperlipídica.

Palavras Chave

TNF-α ; HIF-1α; ASC

Área

Ciências Básicas

Instituições

UNIFESP - Sao Paulo - Brasil

Autores

Mauro Sergio Martins Marrocos, Eric Rafael Andrade Silva, Camila Nunes Oliveira, Renata Nakamichi, Beata Marie Quinto, Marcelo Costa Batista