Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Relato de Caso: Lesão Renal Aguda causada por Intoxicação por Vitamina D.

Introdução

O objetivo deste trabalho é apresentar um caso de hipercalcemia e a lesão renal aguda secundario a Intoxicação por vitamina D.

Material e Método

Estudo retrospectivo de Revisão de prontuário em unidade ambulatorial e hospitalar.

Resultados

Paciente do sexo feminino, 23 anos, previamente hígida, praticante de atividade física, em uso regular de suplementação protéica e Vitamina D, vem cursando há 1 mês, com dor lombar a E e vômitos, apresentando dor intensa a palpação de flanco esquerdo e presença de ganglios em região inguinal bilateralmente, iniciado após carboxiterapia. A paciente foi internada, quando foi observado: anemia hipocrômica microcítica 9,4 g/dL, hipercalcemia (cálcio iônico 1,74 mmol/L), 25-OH-vitD 154 ng/mL, ureia 63mg/dL, Creatinina 2,3 mg/dll, USG de abdome evidenciou Nefropatia parenquimatosa incipiente e litíase renal à esquerda e Endoscopia Digestiva Alta evidenciou Gastropatia Antral.
A biopsia de linfonodo inguinal revelou reação Granulomatosa do tipo Corpo estranho (reação oleogranulomatosa).
A paciente evoluiu, após a suspensão dos suplementos, com resolução dos sintomas, recuperação da função renal: cretinina 1,2 mg/dl e redução do cálcio iônico e da 25-OH-vitD.

Discussão e Conclusões

O diagnóstico final foi de intoxicação por vitamina D, decorrente da suplementação excessiva dessa vitamina.
A dose diária recomendada de vitamina D é de 15mcg, enquanto doses maiores que 50.000UI são potencialmente tóxicas e decorrem de erro de manipulação ou de ingesta inadvertida.
A paciente fazia uso diário de vitamina D manipulada mais polivitamínico contendo 8.000UI de vitamina D (4.000% da necessidade diária).
O excesso de vitamina D aumenta a absorção intestinal do cálcio, levando à hipercalcemia, que causa vasoconstricção renal;lesão renal aguda; distúrbios gástricos e à hipercalciuria, que causa litíase renal.
Dos indivíduos que utilizam suplementos proteicos, 75% faz uso associado a vitaminas, especialmente a vitamina D. O uso concomitante de suplemento proteico, que aumenta a hiperfiltração renal, colabora para a deposição de cálcio em mesangio, e portanto risco de lesão renal aguda.
A linfadenopatia inguinal foi atribuida a carboxiterapia.

Este relato de caso é de grande interesse para a saúde pública, uma vez que se tem observado o crescimento do uso indiscriminado de suplementação proteica e vitaminas, em indivíduos saudáveis, sem conhecimento dos seus efeitos colaterais, o que ressalta a necessidade de regulamentação dessas drogas.

Palavras Chave

intoxicacao por vitamina d, lesao renal aguda, hipercalcemia

Área

Nefrologia Clínica

Instituições

Centro Integrado de Nefrologia - Bahia - Brasil, Hospital Sao Vicente de Paula - Bahia - Brasil, UESB - Bahia - Brasil

Autores

Washington Luis Viriato Sampaio, Anna Tereza Matos Alves dos Santos, Rafael Nascimento Goncalves, Edilson Dantas Lima Junior, Carolina Ferraz Santos Sampaio, Antonio Ricardo Estrela