Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

IMPORTANCIA DA MICROSCOPIA ELETRONICA NO DIAGNOSTICO DIFERENCIAL DA GLOMERULOESCLEROSE SEGMENTAR E FOCAL - RELATO DE CASO

Introdução

A microscopia eletrônica (ME) é extremamente importante no diagnóstico das doenças glomerulares, especialmente nas glomerulonefrites membranosas primárias, nas genéticas e no complexo lesão mínima/glomeruloesclerose segmentar e focal GESF) idiopáticas. O objetivo deste relato é destacar a importância da ME para o diagnóstico diferencial de uma glomerulopatia rara, apresentando-se histologicamente como GESF à microscopia óptica (MO) e imunofluorescência (IF), com resistência ao tratamento e evolução desfavorável em portador de Síndrome de Alport diagnosticada após ME e evolução desfavorável.

Material e Método

Revisão sistemática nas bases de dados Pubmed, MEDLINE, Scielo e LILACS, nos idiomas inglês e português entre os anos de 2004 a 2019.

Resultados

Paciente masculino, 23 anos de idade, com história de perda auditiva bilateral desde os 13 anos. Evoluindo com síndrome nefrótica, biópsia renal com MO e IF padrão de GESF corticorresistente e sem resposta satisfatória à ciclosporina, persistindo com piora de função renal. Devido à não responsividade ao tratamento descrito acima e à piora progressiva da proteinúria, o paciente foi submetido a nova biópsia renal com análise por ME, que evidenciou alterações estruturais da MBG compatíveis com Síndrome de Alport.

Discussão e Conclusões

Muitas lesões detectadas pela MO e IF podem ser melhor caracterizadas pela ME a partir da localização de depósitos imunes e de alterações estruturais da MBG, as quais contribuem ainda para melhor compreensão da fisiopatologia das doenças renais. Na GESF, a ME demonstra apagamento disseminado dos pedicelos e exclui causas secundárias de esclerose devido à ausência de depósitos eletrodensos. Nas nefropatias hereditárias a ME é elemento diagnóstico essencial, sendo o único método capaz de identificar espessura variável da MBG e lâmina densa lamelada na síndrome de Alport. Vários autores concluem que a ME tem importante papel no diagnóstico de nefropatias, devendo a amostra do tecido renal ser submetido a ela sempre que possível. Dessa forma, a ME se torna particularmente útil no diagnóstico diferencial de glomerulopatias que evoluem com síndrome nefrótica.

Palavras Chave

Microscopia eletrônica, Glomerulopatias, Diagnóstico diferencial.

Área

Nefrologia Clínica

Instituições

Liga Acadêmica de Nefrologia do Distrito Federal - Espirito Santo - Brasil, Universidade Católica de Brasília - Amazonas - Brasil

Autores

Mateus Guimarães Pascoal, Marina Ferreira da Silva, Lucas Pires Monteiro, Jennifer Ludmilla Rodrigues, Gheisa Siqueira Santos, Luana Cicília Sousa da Silva, Tânia Maria De Souza Fontes