Fernanda Prestes Eventos
11 5084 4246 - 5081 7028 janice@fernandapresteseventos.com.br
41º SIMASP 2018

41º SIMASP 2018

Maksoud Plaza Hotel - Al. Campinas, 150 - São Paulo /SP | 28 de Fevereiro a 03 de Março de 2018

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

COROIDOPATIA HIPERTENSIVA SEVERA EM GESTANTE ASSOCIADA A HIPERTENSAO MALIGNA : RELATO DE CASO

Introdução

A hipertensão maligna é uma complicação grave da hipertensão arterial caracterizada por elevação importante e aguda da pressão arterial, insuficiência renal rapidamente progressiva, retinopatia com exsudatos, hemorragias e papiledema. A coroidopatia hipertensiva tipicamente ocorre em pacientes jovens associada à episódio de hipertensão aguda, associada à pré-eclâmpasia ou eclâmpsia, feocromocitoma ou hipertensão renal¹. Em casos severos pode levar à descolamento seroso e perda visual grave. A hipertensão arterial afeta cerca de 24,3% da população adulta no Brasil.

Métodos

Revisão bibliográfica sobre o tema em questão em literatura associado à relato de caso

Resultados

Manifestações oculares de hipertensão sistêmica são achados comuns e podem resultar em comprometimento vascular da retina, coróide e nervo óptico². Os achados dramáticos da coroidoretinopatia hipertensiva são normalmente associados com acuidade e desfecho visual desfavoráveis devido à associação frequente com doenças sistêmicas com toxemia da gravidez, doença renal, e outros³

Conclusões

Este caso demonstra a importância da conexão entre o sistema visual e a pressão arterial e necessidade de um exame fundoscópico eficiente em pacientes com elevação aguda da pressão arterial⁴.

Palavras Chave

hipertensão, coroidopatia, gestante

Área

RETINA

Instituições

Complexo Hospitalar Prefeito Edvaldo Orsi - Sao Paulo - Brasil

Autores

Bruna Alessandra Podadera Maranzatto, Letícia Rivelli Moreira, Gabriel Mota Campos, Fernanda Barbosa Nonato Frederici