Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

CIRURGIA VIDEOENDOSCOPICA DE PLICATURA DOS RETOS-ABDOMINAIS PELA TECNICA PRE-FACIAL

INTRODUÇÃO

O objetivo do presente vídeo é demostrar uma técnica minimamente invasiva, alternativa à técnica convencional, para correção de diastase dos retos-abdominais (RA). Foi selecionado uma paciente com indicação de mini-abdominoplastia (MA), associado a tratamento de hérnia umbilical e diástase dos retos-abdominais.

DESCRIÇÃO DO VÍDEO

Foram realizados marcações com caneta dermatográfica na área diástase e em local de incisão da MA. Dissecado espaço pré-aponeurótico
Posteriormente foram inseridos três trocartes. O primeiro em região supra-púbica de 10mm para introdução da ótica, o segundo de 10mm em fossa ilíaca esquerda e o último, de 5 mm, em fossa ilíaca direita. Após a introdução do primeiro trocarte, procedemos a insuflação com gás CO2 que auxilia no início da dissecção do subcutâneo da área pré-fascial. Introdução de tesoura laparoscópica acoplada a eletrocautério monopolar em mão direita e pinça auxiliar atraumática em mão esquerda. Procedemos a dissecção em tunelização em região de linha média posteriormente se estendendo a linha semilunar. Lembrando do cuidado de não estender a dissecção para as regiões laterais para não acometer as artérias perfurantes. Durante a dissecção foi encontrada a hérnia umbilical pequena, <3cm, e realizado a redução de seu conteúdo. Realizada a plicatura por pontos separados em X verdadeiros, com fio Prolene 0 com agulha 2,5 de progressão crânio-caudal. A herniorrafia umbilical se deu junto a plicatura dos RA. Fixação do umbigo realizada também com Prolene 0, com finalização da plicatura dos RA. Feita revisão da hemostasia, retirada dos trocaters, desinsuflação do gás e continuação do procedimento de MA pela equipe de cirurgia plástica.

CONCLUSÃO

A técnica apresentada visa trazer como alternativa ao procedimento convencional de tratamento da diástase de RA, uma técnica capaz de associar as vantagens de um procedimento minimamente invasivo com os benefícios estéticos de uma cirurgia endoscópica. Atualmente, sabemos da grande importância do fator estético, e esse procedimento viabiliza um resultado favorável quando comparado com uma abordagem convencional no que se refere ao comprimento da incisão. Além disso, essa abordagem minimamente invasiva torna-se vantajosa no que se refere às complicações pós-operatórias do sítio cirúrgico. Em última análise, estamos trazendo uma técnica endoscópica que traz consigo seus benefícios de menor dor pós-operatório, menor tempo de internação e retorno mais precoce às atividades habituais.

Área

PAREDE ABDOMINAL

Instituições

Hospital Madre Teresa - Minas Gerais - Brasil

Autores

Gustavo Munayer Abras, Geraldo Jose de Souza Lima, Lucas Alceu Ribeiro Lopes, Guilherme Stival Candido, Luiz Felipe Pimenta Nogeuira de Souza Lima, Tassiana Jeaninne Malagoli de Resende, Luciano Ornelas Chaves Filho, Leonardo Moreira de Carvalho