Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

ANALISE MOLECULAR DO GENE CISTEINA DEOXIGENASE TIPO I (CDO1) SOBRE O LAVADO PERITONEAL DE PACIENTES COM ADENOCARCINOMA GASTRICO

OBJETIVO

Relacionar o emprego do teste molecular para detecção da metilação do marcador tumoral CDO1 em amostra do lavado peritoneal em pacientes com adenocarcinoma gástrico, avaliando a concordância entre os resultados da citologia e dos testes moleculares sobre o lavado peritoneal

MÉTODO

Analisou-se o uso do teste molecular em 23 pacientes diagnosticados com adenocarcinoma gástrico acompanhados pelo Serviço de Cirurgia Geral e do Aparelho Digestivo do HUJBB. Foi detectado a metilação da região promotora do gene CDO1 sobre o lavado peritoneal através da técnica de PCR em tempo real e correlacionado com as características clínicas dos pacientes e ao desempenho da citologia oncótica na detecção de metástase peritoneal microscópica. Utilizaram-se curvas de dissociação (melting) para definição dos resultados do teste molecular comparando-as com amostras de controle disponibilizados comercialmente (QIAGEN)

RESULTADOS

Das 41 amostras, 14 mostraram-se positivas. Amostras do primeiro lavado foram divididas entre grupos com doença precoce (EC I, II ou III) e avançada (EC IV) tendo, proporcionalmente, maior taxa de resultados positivos nos casos com doença avançada (gráfico 1), apesar de não ocorrer significância estatística (p=0,07). Nas amostras de laparoscopia e do segundo lavado houve resultados estatisticamente significativos, mostrando curva de melting positivas nos estadiamentos mais precoces (II) em detrimento dos casos de doença avançada (gráfico 2). Realizando-se a separação entre grupos com doença precoce e avançada a correlação entre as curvas de dissociação e o estadiamento foi estatisticamente significativa (p=0,028). Não houve significância estatística na correlação entre as curvas de dissociação e o resultado da citologia oncótica, assim como nas amostras com líquido ascítico.

CONCLUSÕES

A citologia oncótica apresentou-se como um método de baixa acurácia e não se relacionou estatisticamente com os resultados do teste molecular. O teste molecular da detecção da metilação CDO1 sobre o lavado peritoneal necessita de aprimoramento técnico para possível uso clínico, mas se apresenta como um método diagnóstico promissor à detecção de metástases microscópicas. O seguimento deste estudo com maior tempo de acompanhamento e ampliação do número de casos avaliados contribuirá para a melhor definição do uso deste teste.

Área

ESTÔMAGO E DUODENO

Instituições

Hujbb - Para - Brasil

Autores

Geraldo Ishak , André Salim Khayat, Paulo Pimentel de Assumpção, Marcelo Oliveira Mourão Junior, Fernanda Ferreira da Luz , Ana Carolina Favacho Miranda, Faedy Fernandes Pinheiro, Marielle de Nazaré Gonçalves de Lima e Silva