Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

CARACTERISTICAS CONSIDERADAS NA CONSTRUÇAO OU MODIFICAÇAO DE UMA CAIXA DE TREINAMENTO LAPAROSOPICO: UMA REVISAO DOS ULTIMOS 5 ANOS

OBJETIVO

Os currículos de Cirurgia Minimamente Invasiva se baseiam em objetivos de aprendizado direcionados a cirurgia laparoscópica básica ou avançada. O conteúdo curricular deve incluir simulações que ajudem a desenvolver habilidades indispensáveis ao cirurgião, além de critérios avaliativos do aprendizado. Um dos sistemas de simulação disponíveis consiste em uma caixa que reproduz as condições de trabalho da laparoscopia. Embora a recriação fidedigna do campo de trabalho não se mostre necessária, uma caixa de simulação laparoscópica eficaz, de baixa ou alta exatidão, deve permitir a execução de tarefas que desenvolvam habilidades relevantes ou necessárias ao cirurgião. Entretanto ao produzir o simulador outras características de importância também devem ser consideradas. Dessa forma a presente revisão tem por objetivo avaliar quais características são consideradas na construção ou modificação de um simulador laparoscópico do tipo caixa.

MÉTODO

Uma busca de artigos dos últimos 5 anos foi realizada no banco de dados PUBMED com os termos “(laparoscopic box) AND simulator”. Foram considerados artigos que descrevem a construção de um simulador novo ou a modificação de um modelo existente. A busca trouxe 80 resultados, destes: 10 foram excluídos por não serem em inglês ou disponíveis; 7 por tratarem de técnicas cirúrgicas; 4 por serem voltados à endoscopia; 1 por não especificar a modificação; 1 por ser de uso veterinário; 18 por tratarem de simuladores de realidade virtual; 5 por serem revisões; e 14 por não apresentarem construção ou modificação. Os artigos restantes (n=20) foram considerados para revisão.

RESULTADOS

Dos artigos 60% (n=12) relatam a construção de um novo modelo enquanto que 40% (n=8) apresenta modificação em um simulador existente. Os simuladores podem apresentar mais de um critério de base na construção/modificação. O critério mais considerado foi “Avaliação Objetiva” em 50% (n=10) dos casos; “preço/disponibilidade de material” e “uso em casa/peso/praticidade” foram considerados em 35% (n=7) dos casos; “relevância anatômica” é considerado em 20% (n=4) dos artigos; e “durabilidade”, “sem fonte de energia”, “imagem HD” ou “singleport” foi considerado em 5% dos casos (n=1). Análise estatística foi realizada em 85% (n=17) dos artigos e um programa estruturado de treinamento/curriculum foi considerado em 40% (n=8) dos casos.

CONCLUSÕES

Os dados revelam a tendência de fornecer avaliação objetiva da execução da tarefa, diminuindo a subjetividade ao analisar variáveis mensuráveis. O preço e a disponibilidade de material definem a necessidade de especificar os recursos do público alvo. O uso em casa foi tão citado quanto o preço, e poderia ser influenciado positivamente por um programa estruturado de treinamento ou existência de um sistema de avaliação automático. A análise de viabilidade é importante para considerar o uso do simulador em um currículo de aprendizado, mas poucos autores citaram o uso de um currículo ou programa de treinamento com o modelo desenvolvido.

Área

MISCELÂNEA

Instituições

Universidade Federal do Acre - Acre - Brasil

Autores

Lucas Reis Angst, Hercules Magalhães Olivense Carmo, André Adler Batista Paulino, Felipe da Silva Santos, Talita Ferraz Trancosos, Roxane Castro Alexandre, João Marcos Santos Silva, David Smangoszevski Martins